Cavalaria

by - dezembro 17, 2018





Tudo continua na mesma calmaria
Corações numa contínua romaria
Ações envoltas em teimosia
Lá vai a nobre cavalaria da covardia

Passa o tempo, essa muralha de monotonia 
Os pássaros em calma sinfonia
À porta d’alma a agonia
Que corta o coração em afonia

Que porca babilônia essa em cacofonia?
Que vida tão cheia de irônica calmaria
Lá vai a cavalaria da falsa harmonia
Mas que importa, não lhes basta a calmaria?


Ana Paula Barros

You May Also Like

5 comentários

Olá, Paz e Bem! Que bom tê-lo por aqui! Agradeço por deixar sua partilha.