SÍNDROME DO PENSAMENTO ACELERADO: conhece?

by - junho 23, 2017

É assustador os dados atuais da OMS sobre depressão, 20% da população mundial sofrerá da dor mais profunda do ser humano, querido leitor, estamos falando de 1,4 BILHÕES de pessoas. Preocupante, não? E se eu disser que 80% da humanidade, independente da idade, sofre da Síndrome do Pensamento Acelerado, a SPA* (irônico a sigla ser o nome do local que usamos para relaxar).   

Essa Síndrome, como o nome diz, trata-se de um conjunto de sinais e sintomas como: dor de cabeça e musculares, cansaço ao acordar, falta de memória e atenção, irritabilidade, intolerância a situações contrárias, sofrer por antecipação (a chamada ansiedade).

Na verdade essa Síndrome é a alteração do processo de formação do pensamento que leva-nos a viver em outros momentos fora de realidade e do agora e ainda nos deixa presentes incômodos e inconvenientes em forma de sintomas corporais.      

Mas o que tem a Depressão a ver com essa tal Síndrome? 

Estão ligadas, porque a segunda antecede a primeira ou também as encontramos juntas.

Muitos ainda não acreditam que isso é uma realidade, que existem adolescentes sofrendo quietos de uma Síndrome, você iria se espantar se perguntasse a eles se sentem os sintomas acima. Precisamos parar de acreditar que crianças e adolescentes não tem problemas e portanto não precisam se preocupar com nada, logo não podem ter nada disso. Nós vivemos num mundo turbulento que nos faz ensinar a uma criança a mexer num tablet e no note e não ensinamos a se tornarem pessoas preparadas emocionalmente. 



Não é difícil encontrar pessoas bem sucedidas que não sabem lidar com as pessoas, com as próprias emoções e as emoções do outro. Que não possuem uma base emocional verdadeira, que conta com aprendizados vindos das falhas. Acredito que todos somos treinados a ser um sucesso em tudo e isso é bom, mas e quando vem o fracasso, quando não dá certo, quando não concordam contigo, quando chega o problema? O que é feito de verdade? Não me refiro aqui a essa filosofia capitalista de que temos que lutar, fincar pé, ir a todo custo...me refiro as emoções, porque embora essas atitudes sejam propagadas como boas, na verdade, não podemos afirmar isso, retroceder também pode ser bom, parar também, SE as emoções estão controladas, SE você se sente bem e não num tormento interno, vivendo dia após dia num estresse sem tamanho.

Nossas atitudes, nossa falta de inteligência emocional está adoecendo a todos nós, a sociedade TODA padece desse mal, do descontrole das emoções, do turbilhão de pensamentos inúteis e infrutíferos, da falta de repouso e ainda acham isso normal, como se fosse um status. Incrivelmente temos um pensamento, inconsciente acredito, que nos diz que ser assim, cheio de sintomas que demonstram que você é mil por hora, é simbolo de status, é cool, é chique. Pois é, realmente é preocupante, somos vitimas de uma epidemia que não detectamos, que não agimos contra, que está levando a todos.

Pense nisso e se analise, não podemos deixar de passar esse filtro em nós, é preciso, de forma urgente, mudarmos isso no mundo e devemos começar analisando e conhecendo o nosso próprio mundo.

Reflexão é a porta!

Para te ajudar ainda mais indico esses vídeos que podem abrir algumas portas e portões:










Paz e Bem!
Ana Paula Barros
Salus in Caritate

Fonte de embasamento:

*Cury, A., Ansiedade. Ed Saraiva.



 

You May Also Like

0 comentários

FOLLOW ME @INSTAGRAM