Cronograma da Total Consagração à Santíssima Virgem Maria: Setembro 2019

by - abril 06, 2019

Cronograma da Total Consagração à Santíssima Virgem Maria: Setembro 2019


Salve Maria Puríssima!

Sabendo que muitos desejam se consagrar e que precisam de cronogramas detalhados para a etapa de preparação e exercícios espirituais, iniciei o trabalho de fazer cronogramas para as datas marianas de cada mês.

Portanto, não deixe de se consagrar ou renovar a sua consagração seguindo o cronograma passo a passo. Não deixe de acessar os links sugeridos, toda formação que receber é válida para uma consagração madura.

Agora segue as orientações para quem deseja se consagrar:

Atenção: QUEM NÃO PODE SE CONSAGRAR: amasiados, pessoas em namoros imorais, homossexuais que não rejeitaram suas más inclinações,  pessoas com vida sexual desregrada, pessoas que não estão em estado de graça (ou seja estão vivendo vidas que não permitem a comunhão), aqueles que defendem o aborto, o comunismo, as mulheres que fazem uso de anticoncepcionais ou métodos contraceptivos, que frequentam a maçonaria, espiritismo, candomblé ou qualquer outra seita. Ou seja, qualquer pessoa que esteja em pecado mortal e não tem a intenção de deixar essa situação, aqueles que querem se dedicar a fazer a vontade já expressa de Deus, devem se determinar a sair dessa situação de vida, buscar um sacerdote, pois Deus não recusa o perdão e acolhimento a quem deseja amá-lo e se emendar com determinação. "Quem me ama segue os meus mandamentos" (Jo 14, 21)


O que é pecado mortal? O pecado mortal é cometido quando, ao mesmo tempo, há matéria grave, plena consciência e deliberado consentimento. Este pecado destrói a caridade, priva-nos da graça santificante e conduz-nos à morte eterna do inferno, se dele não nos arrependermos.


1- Cronograma de Estudo do Tratado da Verdadeira Devoção


a) O cronograma é embasado em duas horas semanais de dedicação, 

b) Para realizá-lo é preciso ter em mãos o Tratado da Verdadeira Devoção a Santíssima Virgem, é obrigatório!

c) Para cada capítulo você encontrará uma áudio-aula e um texto de apoio, que não devem ser negligenciados, visto que estudar o Tratado é de fundamental importância para o entendimento do que é a Consagração,


2- Cronograma de Exercícios Espirituais Preparatórios


a) Para se consagrar é preciso fazer 30 dias de Exercícios Espirituais, para isso você deverá usar as orações orientadas por São Luís de Montfort no fim do Tratado.

b) Para melhor vivência desse período, você deverá escutar os áudios com temas de reflexão para cada dia, tornando assim esse tempo mais fecundo e profundo.

Então, segue o seu cronograma e que você tenha uma determinada determinação de não retroceder:

Para melhor aproveitamento leia o capítulo do dia no Tratado e depois as áudio-aulas ou texto de apoio (você pode optar por um ou outro meio de aprofundamento, como for melhor). Você pode realizar esse aprofundamento durante a semana, mas aconselho não deixar muito tempo entre a leitura do capítulo e o aprofundamento, pois nossa memória é sempre muito fraca e nossa carne também, de modo que você pode afrouxar a formação.

Dia da Consagração: você deve realizar uma Confissão Geral (clique aqui.), Comunhão e Recitar a fórmula da Total Consagração (que está no fim do Tratado) em frente a uma imagem da Santa Virgem, não é obrigatória a presença do padre ou após a Comunhão, dentro do Rito da Santa Missa, se padre autorizar.

Qualquer dúvida, após o estudo do material linkado, estou a disposição!


CRONOGRAMA SETEMBRO 2019

08 - NOSSA SENHORA MENINA
15 - NOSSA SENHORA DAS DORES
19- NOSSA SENHORA DE LA SALETE
24- NOSSA SENHORA DAS MERCÊS

Nossa Senhora Menina

A HISTÓRIA DE NOSSA SENHORA MENINA 

A imagem de Nossa Senhora Menina foi modelada em cera em 1735 pela Irmã Isabella Chiara Fornari (1697-1744), em Todi, Itália. Em 1738 essa imagem foi comprada pelo Bispo de Milão, Alberico Simonetta. Mais ou menos um ano após a sua morte a imagem foi para as irmãs capuchinhas do Monastério de Santa Maria dos Anjos. As freiras desse convento passaram então a venerar Nossa Senhora Menina porque elas se dedicavam à educação de jovens. Logo essas irmãs tornaram-se devotas fervorosas do mistério da Natividade de Maria. 

Durante a supressão das congregações religiosas (nos anos 1800) a imagem de Maria Menina ficou sob a custódia da irmã Bárbara Viazzoli, que foi a última freira capuchinha a guardar essa imagem. Logo depois de sua morte a imagem foi dada ao pároco da Igreja de São Marcos, Frei Luigi Bosisio, que, por sua vez, confiou a imagem à Madre Superiora Teresa Bosio das Irmãs de Caridade do Hospital Ciceri, em 1842. Em 24 de abril de 1876 a imagem de cera foi trazida para o lugar onde está até hoje, na Maternidade das Irmãs de Caridade, em Milão. Durante todo esse tempo a devoção a Nossa Senhora Menina ficou limitada às freiras e noviças daquela comunidade. A imagem era usualmente exposta no Noviciado e somente ia para a capela no dia da Natividade de Maria, dia 8 de Setembro e também durante as Oitavas (um período de oito dias que incluía o dia da festa seguido de mais sete dias). No entanto, o tempo e as festas deixaram marcas na imagem de cera. A face se tornou descolorida e amarelada, sem vida. 

A partir de 9 de setembro de 1884 Nossa Senhora Menina começou a recompensar seus devotos. A Irmã Giuseppa Woinovich ficou entrevada e sentia dores terríveis devido à paralisia de seus braços e pernas. Em 8 de setembro ela implorou à Madre Superiora que trouxesse a imagem de Nossa Senhora Menina para a enfermaria para que ela pudesse passar a noite. Na manhã seguinte a Madre Superiora teve a idéia de levar a todas as outras doentes da enfermaria aquela velha e maltratada imagem para que todas pudessem venerá-la. Naquela enfermaria havia uma noviça muito devota chamada Giulia Macario, que não podia andar devido a uma grave doença. 

Fervorosamente ela tomou a imagem em seus braços e pediu a Maria Menina a graça de ter sua saúde de volta. Imediatamente ela foi curada. Após esse milagre a imagem foi guardada no quarto da Madre Superiora. Em 18 de outubro de 1884 vestiram a imagem de Maria Menina e a colocaram num lindo berço. Ela foi solenemente carregada e colocada entre dois candelabros, num quarto que ficou sendo sua capela provisória. Ali as Irmãs podiam parar para rezar assentadas no único banco que havia no aposento. Nos meses seguintes outras duas Irmãs foram miraculosamente curadas pela intercessão de Nossa Senhora Menina. Muitas graças e milagres aconteceram pela devoção de Maria Menina. Em 16 de janeiro de 1885 as Irmãs começaram a testemunhar uma incrível transformação. Daquela imagem de cera amarelada, cinzenta e sem vida começou a surgir cor e vivacidade e a imagem passou a ser tão linda quanto o rosto de um bebê. Em 8 de setembro de 1888 a Madre Superiora Clementina Lachman levou Maria Menina para sua nova capela. Em 31 de Maio de 1904 a imagem foi solenemente coroada pelo Cardeal Ferrari e em setembro de 1909 o Papa Pio X concedeu indulgência plenária para visitas às capelas das Irmãs de Caridade a todo dia 8 de setembro. 

Nos anos subseqüentes uma corrente de fraternidade em honra a Maria Menina e a “Liga da Inocência” foram criadas. Passou a ser costume dar de presente uma pequena imagem de Nossa Senhora Menina aos casais recém-casados. A devoção a Maria Menina se espalhou a partir de Milão para toda a Itália. Durante a segunda guerra mundial, em 24 de outubro de 1942 o convento foi atingido por bombas. Em fevereiro de 1942 levaram a imagem para um lugar seguro, na Via Maggianico. Durante os dias 15 e 16 de agosto de 1943, devido aos constantes bombardeios, o santuário e o convento ficaram em ruínas. No entanto, a destruição do santuário não deteve as freiras e as pessoas em Milão e foi feita a celebração da festa da Natividade de Nossa Senhora. Em 4 de setembro de 1945 Nossa Senhora Menina retornou a Milão. Depois do terceiro dia de celebração em sua honra ela foi provisoriamente instalada em uma capela próxima ao convento. Em 18 de novembro de 1953 ela foi levada ao novo santuário e, no dia 21 o novo santuário foi consagrado pelo Cardeal Schuster. 

Oração a Nossa Senhora Menina 

Dulcíssima Menina Maria, que destinada a ser Mãe de Deus, passastes a ser também nossa augusta soberana e Mãe amadíssima, pelas graças prodigiosas que realizastes no meio de nós, ouvi,piedosa, as nossas humildes súplicas. Nas necessidades que de todos os lados nos oprimem, e especialmente nesta presente tribulação, nós nos confiamos de todo a Vós. 

Ó Santa Menina, em virtude dos privilégios concedidos unicamente a Vós e pelos méritos que adquiristes, mostrai-Vos ainda hoje piedosa para conosco. Mostrai que a fonte dos tesouros espirituais e dos contínuos bens que dispensais é inesgotável, porque limitado é também o poder que exerceis junto do Coração paternal de Deus. Pela imensa profusão de graças com que o Altíssimo Vos enriqueceu, desde o primeiro momento da vossa Conceição Imaculada, dignai-Vos conceder-nos, ó Celestial Menina, a nossa petição, e louvaremos eternamente a bondade do vosso Imaculado Coração. Amém.

Nossa Senhora das Dores



Nosssa Senhora das Dores ou Mater Dolorosa (Mãe Dolorosa) é um dos vários títulos que a Virgem Maria recebeu ao longo da história. Este título em particular refere-se às sete dores que Nossa Senhora sofreu ao longo de sua vida terrestre, principalmente nos momentos da Paixão de Cristo.                         

O culto

O culto a Nossa Senhora das Dores iniciou-se no ano 1221 no Mosteiro de Schönau, na então Germânia, hoje, Alemanha. A festa de Nossa Senhora das Dores como hoje a conhecemos, celebrada em 15 de setembro, teve início em Florença, na Itália, no ano de 1239 através da Ordem dos Servos de Maria, uma ordem profundamente mariana.

As sete dores de Nossa Senhora

1.       A profecia de Simeão sobre Jesus (Lucas, 2, 34-35)
2.       A fuga da Sagrada Família para o Egito (Mateus, 2, 13-21);
3.       O desaparecimento do Menino Jesus durante três dias (Lucas, 2, 41-51);
4.       O encontro de Maria e Jesus a caminho do Calvário (Lucas, 23, 27-31);
5.       O sofrimento e morte de Jesus na Cruz (João, 19, 25-27);
6.       Maria recebe o corpo do filho tirado da Cruz (Mateus, 27, 55-61);
7.       O sepultamento do corpo do filho no Santo Sepulcro (Lucas, 23, 55-56).

Imagem de Nossa Senhora das Dores

Nossa Senhora das Dores é representada com um semblante de dor e sofrimento, tendo sete espadas ferindo seu imaculado coração. Às vezes, uma só espada transpassa seu coração, simbolizando todas as dores que ela sofreu. Ela é também representada com uma expressão sofrida diante da Cruz, contemplando o filho morto. Foi daí que se originou o hino medieval chamado Stabat Mater Dolorosa (Estava a Mãe Dolorosa). Ela ainda é representada segurando Jesus morto nos braços, depois de seu corpo ser descido da Cruz, dando assim origem à famosa escultura chamada Pietà.

Nossa Senhora das Dores, mãe de todos os homens

Foi aos pés da Cruz, quando Maria viveu a sua dor mais crucial, que ela recebeu do Filho a missão de ser a Mãe de todos homens, Mãe da Igreja (Corpo Místico), Mãe de todos os fiéis. Foi naquele momento de dor que Jesus disse a ela: Mãe, eis aí o teu filho (este filho está simbolizando a todos os fiéis). Foi nesse mesmo momento que Jesus disse a São João, que ali representava a todos nós: Filho, eis aí tua mãe. É por isso que a devoção a Nossa Senhora das Dores se reveste de grande importância para todos os cristãos.

Promessas aos devotos de Nossa Senhora das Dores

Nas revelações dadas a Santa Brígida, aprovadas pela Igreja Católica, vemos sete graças maravilhosas que Nossa Senhora prometeu a quem rezar a cada dia sete Ave-Marias em honra de suas Sete dores, fazendo uma pequena meditação sobre essas dores. As promessas são as seguintes:
1ª - Porei a paz em suas famílias.  2ª - Serão iluminados sobre os Divinos Mistérios.  3ª - Consolá-los-ei em suas penas e acompanhá-los-ei nos seus trabalhos.  4ª - Conceder-lhes-ei tudo o que me pedirem, contanto que não se oponha à vontade de meu adorável Divino Filho e à santificação de suas almas.  5ª - Defendê-los-ei nos combates espirituais contra o inimigo infernal e protegê-los-ei em todos os instantes da vida.  6ª - Assistir-lhes-ei visivelmente no momento da morte e verão o rosto de Sua Mãe Santíssima.  7ª - Obtive de Meu Filho que, os que propagarem esta devoção (às minhas Lágrimas e Dores) sejam transladados desta vida terrena à felicidade eterna, diretamente, pois ser-lhes-ão apagados todos os seus pecados e o Meu filho e Eu seremos a sua eterna consolação e alegria. 

Promessas de Jesus a Santo Afonso

Santo Afonso Maria de Ligório recebeu revelações em que Nosso Senhor Jesus Cristo prometeu aos devotos de Nossa Senhora das Dores as seguintes graças:
1ª – Que aquele devoto que invocar a divina Mãe pelos merecimentos de suas dores merecerá fazer antes de sua morte, verdadeira penitência de todos os seus pecados.
2ª - Nosso Senhor Jesus Cristo imprimirá nos seus corações a memória de Sua Paixão dando-lhes depois um competente prêmio no Céu.  3ª - Jesus Cristo guardá-los-á em todas as tribulações em que se acharem, especialmente na hora da morte.  4ª - Por fim os deixará nas mãos de sua Mãe para que delas disponha a seu agrado, e lhes obtenha todos e quaisquer favores.

Terço de Nossa Senhora das Dores

Rosário das Lágrimas, ou, Terço das Lágrimas, ou Terço de Nossa Senhora das Dores é também um símbolo de Nossa Senhora das Dores. Ele tem 49 contas brancas divididas em sete partes de sete contas cada. Cada uma dessas sete partes representa uma das sete dores de Nossa Senhora. Contempla-se uma Dor de Maria e reza-se um Pai Nosso e sete Ave-Marias.

Oração a Nossa Senhora das Dores

Esta é a oração inicial do terço de Nossa Senhora das Dores.
Virgem Dolorosíssima, seríamos ingratos se não nos esforçássemos em promover a memória e o culto de vossas Dores particulares, graças para uma sincera penitência, oportunos auxílios e socorros em todas as necessidades e perigos. Alcançai-nos Senhora, de Vosso Divino Filho, pelos mérito de Vossas Dores e lágrimas, a graça...(pedir a graça). Amém.
Em seguida, reza-se o Terço das Dores, contemplando cada Dor e rezando 1 Pai Nosso e 7 Ave Marias em cada dor contemplada.

Nossa Senhora de la Salete

Nos belos Alpes da França existe uma montanha chamada La Salette. Ela fica na Diocese de Grenoble. Em setembro do ano de 1846, duas crianças pastoreavam ovelhas no alto da montanha: um menino chamado Maximim Giraud, de 11 anos, e a adolescente Melanie Calvat, de 15 anos. As duas crianças tinham pouco estudo por causa do difícil e exigente trabalho que faziam.

A aparição de Nossa Senhora

Em uma tarde enquanto esperavam a hora de voltarem para casa, viram uma forte luz e uma bela Senhora sentada numa pedra, com belos trajes de camponesa. Era uma “Belle Dame”, como eles definiram. Ela tinha na cabeça um diadema dourado e pisava sobre lindas flores, que desapareceram quando ela foi embora. A Senhora estava chorando e disse:
“Vinde meus filhos, não tenhais medo! Estou aqui para contar uma grande novidade. Se meu povo não quiser aceitar, vejo-me forçada a deixar cair o braço de meu Filho. É tão forte e tão pesado que não posso mais segurar. A tanto tempo que sofro por vós”.
E a Virgem continuou num bonito diálogo com os pequenos pastores:
“E vocês, fazem bem as orações?”
Eles responderam: “Não muito bem.”  E Maria continuou:
“Meus filhos, é preciso fazê-las bem, à noite e de manhã. Quando não puderem rezar, recitem ao menos um Pai-Nosso e uma Ave-Maria; mas quando tiverem tempo, é preciso rezar mais”.
As crianças estavam maravilhadas com aquela visão. E Nossa Senhora continuou:

Um alerta da Mãe

“Os que conduzem os carros (de boi), não o fazem sem abusar do nome de meu Filho. Se a colheita se estraga, não é senão por vossa causa. Bem vo-lo mostrei no ano passado com a colheita das batatas e não fizestes caso. Ao contrário, quando encontráveis estragadas, era então que em tom de revolta, pronunciáveis o nome de meu Filho.” As crianças reconheciam que essas coisas realmente tinham acontecido com o povo daquela região.

Um alerta mais grave e um convite à conversão:

“Se tiverdes trigo, não o semeeis, pois os animais comerão tudo. O que semeardes e o que vingar, reduzir-se-á a pó quando for malhado. Sobrevirá uma grande fome. Os outros farão penitências pela fome. As nozes estragar-se-ão; as uvas hão de apodrecer. Porém, se vocês se converterem, até as pedras e as rochas se transformarão em montões de trigo e as batatas aparecerão semeadas por sobre a terra”.

Pedido da Mãe

Nossa Senhora pediu que no local da aparição fosse construída uma Igreja e que se fundasse uma Congregação, para a qual, ela mesma ditou os fundamentos e as regras.

As crianças espalham a notícia

Após alguns momentos, Nossa Senhora foi desaparecendo, a luz diminuindo e ela foi embora. Maximim quis pegar uma das rosas que estavam embaixo dos pés da Virgem, mas elas desapareceram. Os pastores, então, correram para falar com seus pais e seus patrões.

Romarias

Nos dias que se seguiram, muitas romarias começaram a subir a montanha até o local da aparição, e muitos milagres começaram a acontecer.

Um Santuário e uma Congregação

O bispo de Grenoble fundou a Congregação dos Missionários para construírem um santuário no lugar das aparições. O santuário tornou-se a Basílica de Nossa Senhora da Salete. Isso aconteceu no ano de 1878, por benção papal. Os Missionários tinham ainda a missão de divulgar a mensagem de Nossa Senhora da Salette, que assim passou a ser chamada, por causa da montanha de La Salette, onde ela apareceu.

Aprovação do Papa

O Papa Pio IX aprovou no dia 19 de setembro de 1851 a carta pastoral do Bispo Grenoble, que instituiu o título de Nossa Senhora da Salette.

As lágrimas de Maria

Melanie Galvat, que se tornou freira das Irmãs da Providência de Corenc, e morreu no ano de 1904, disse que Nossa Senhora chorava o tempo todo em que falou com eles. Porém, as lágrimas não diminuíram seu ar de Rainha e Senhora, tornando-a a mais bela e amorosa de todas as mães.

Os símbolos de Nossa Senhora de La Salette

Melanie Galvat disse que Nossa Senhora trazia uma cruz em seu peito, de um lado um martelo e de outro um alicate. O martelo representando o pecado de todos que pregavam mais ainda Jesus na cruz, e o alicate, as orações do povo, para que, tirando os pregos, Jesus fosse aliviado um pouco de suas dores.

Mensagem

O tema das aparições da Senhora de La Salette é muito forte e atual. Vale a pena ler a mensagem completa de Nossa Senhora de La salette. Ela falou muito sobre a importância da conversão dos pecadores, de fazer penitência, e que todos devem se livrar dos pecados mortais.

As regras da Congregação

Nossa Senhora citou as regras da nova congregação que queria que fosse fundada, a Ordem da Mãe de Deus, com sacerdotes, religiosos, religiosas e também com leigos. A congregação teria como missão pregar uma grande conversão do Clero daquela época.

Simplicidade e oração

A Bela Senhora veio para mostrar para todos que a simplicidade e a oração são os caminhos para se chegar a Jesus Cristo e acabar com o pecado mortal a que o mundo vulgar leva o homem. 


Nossa Senhora das Mercês

Nossa Senhora das Mercês é um dos títulos da Virgem Maria. Surgiu em 1218 quando São Pedro Nolasco, São Raimundo do Peñafort e o Rei Dom Jaime I da Espanha tiveram o mesmo sonho com a Virgem Maria. No sonho, ela pedir para que eles fundassem uma Ordem Religiosa que tivesse como objetivo libertar os cristãos escravizados pelos muçulmanos. Na época, os muçulmanos tinham invadido parte da Península Ibérica, prendendo e escravizando inúmeros cristãos. A recém criada Ordem passou a se chamar Ordem dos Mercedários em homenagem a Nossa Senhora das Mercês. Muitos membros da ordem chegaram a doar suas vidas pela libertação de cristãos que tinham sido escravizados. Por tudo isso, a imagem é rica em símbolos. Vamos conhece-los.

O significado da palavra "Mercê"

Mercê é uma palavra do português arcaico e significa Favor, graça, benefício, perdão, indulto. Este último significado é relevante há história de Nossa Senhora das Mercês, pois significa libertação. Assim, entendemos que Nossa Senhora das Mercês veio para libertar da escravidão. Na época, tratava-se da escravidão real feita pelos muçulmanos. Hoje, podemos falar da escravidão moral à qual muitos estão submetidos, ficando presos a vícios e pecados que escravizam e tiram a liberdade.

A coroa de doze estrelas

A coroa de doze estrelas sobre a cabeça de Nossa Senhora das Mercês nos lembra que a Virgem Maria é rainha do céu e da terra. Lembra-nos também a passagem de Apocalipse 12 em que São João menciona a mulher com uma coroa de doze estrelas. Esta coroa significa que a Virgem Maria age e ensina conforme a Doutrina dos Apóstolos, que eram doze. Por isso, ela é chamada também de Rainha dos Apóstolos.

A veste toda branca de Nossa Senhora das Mercês

A veste branca de Nossa Senhora das Mercês simbolizam a pureza de coração da Virgem Maria. Ela é pura. E por causa da pureza de seu coração ela deseja a libertação de todo tipo de escravidão.

Os detalhes em dourado

Os detalhes em dourado em toda a veste de Nossa Senhora das Mercês significam que esta mulher vem do céu, está na glória de Deus. Tem a ver com a coroa que ela usa, lembrando-nos também que ela é rainha.

O escapulário de Nossa Senhora das Mercês

Nossa senhora das Mercês apresenta-se com um escapulário branco cobrindo a frente de seu corpo. O escapulário significa proteção. E o símbolo do escapulário é todos aqueles que lutam pela libertação da escravidão, seja ela qual for, tem a proteção de Nossa Senhora.

A cruz no centro superior do escapulário

Na parte de cima do escapulário de Nossa Senhora das Mercês vemos uma cruz circundada de vermelho. Este símbolo nos lembra da cruz de Cristo, de seu sofrimento, de seu sangue, o sangue pelo qual Ele pagou o preço da nossa libertação. É por isso que Nossa Senhora das Mercês luta pela libertação de toda escravidão, porque "É para que sejamos homens livres que Cristo nos libertou. Ficai, portanto, firmes e não vos submetais outra vez ao jugo da escravidão". (Gálatas 5,1)

A corrente na mão de Nossa Senhora das Mercês

A corrente na mão de Nossa Senhora das Mercês nos falam que ela quer a libertação de todo e qualquer tipo de escravidão. A Ordem dos Mercedários atendeu a este pedido da Mãe e libertou milhares de cristãos da escravidão causada pelos muçulmanos. Hoje ela quer que nós lutemos pela libertação dos inúmeros tipos escravidão que existem em nossa sociedade. Que todas as correntes, de qualquer tipo de escravidão sejam quebradas para que os filhos de Deus vivam na liberdade de Cristo.

A rosa na mão de Nossa Senhora

A rosa que às vezes aparece na mão de Nossa Senhora das Mercês significam a doçura e a bondade com que devemos agir pela libertação do próximo. Nunca devemos forçar ninguém a nada, mas propor, com delicadeza, amor e bondade. É isso que ela sempre faz. É assim que ela age.

Oração a Nossa Senhora das Mercês

Mãe querida das Mercês, com a simples confiança de filhos, recorremos a Ti. Vimos aos Teus pés de Rainha e Mãe de misericórdia, suplicando o Teu poderoso auxílio. O nosso mundo vive aprisionado em tantas formas de escravidão e opressão. Nosso tempo não é menos atribulado que aquele em que Tu, compadecida da Terra, inspiraste a fundação de uma ordem religiosa, destinada à redenção dos cativos cristãos. Novas formas de escravidão social, política ou psicológica que derivam, em última instância, da corrupção do pecado surgem a cada dia. Aqui nos tens, ó Mãe das Mercês, lutando para livrar-nos de tantas cadeias e opressões do nosso mundo. Ajuda-nos com a Tua misericórdia para que possamos recuperar a feliz liberdade dos filhos de Deus. Amém.



Cronograma de Formação para a Total Consagração à Jesus por Maria

(clique em cima de "aula" para ter acesso ao material)



Nossa Senhora  Menina, rogai por nós.
Nossa Senhora das Dores, rogai por nós.
Nossa Senhora de la Salete, rogai por nós. 
Nossa Senhora das Mercês, rogai por nós. 


O cronograma deve ser seguido para um formação decente e clara. 

06 de julho - A Grande Batalha (aula e texto) e Hierarquia Celeste e a Total Consagração (aqui)
13 de julho - Cap 1 (aula)
14 de julho - Cap 2 (aula)
20 de julho - Cap 3 (aula)
21 de julho- Cap 4 (aula)
27 de julho - Cap 5 (aula
28 de julho -  Cap 6 (aula)
03 de agosto - Cap 7 (aula)
04 de agosto- Cap 8 (aula)

- Tempo restante para esclarecimento de dúvidas, após ver toda a formação pelo face ou insta.

Exercícios Espirituais Preparatórios para a Total Consagração à Jesus por Maria 


Para Nossa Senhora Menina: 10 de agosto à 08 de setembro


Para Nossa Senhora das Dores: 18 de agosto à 15 de setembro

Para Nossa Senhora de la Salete: 21 de agosto  à 19 de setembro



Para Nossa Senhora das Mercês: 27 de agosto  à 24 de setembro





12 Dias Preliminares

(clique em cima do tema de cada dia para ter acesso ao material)


Primeira Semana


Segunda Semana


Terceira Semana


Consagração

08 de Setembro
Nossa Senhora Menina


15 de Setembro

Nossa Senhora das Dores



19 de Setembro

Nossa Senhora de La Salete



24 de Setembro


Nossa Senhora Mercês


Me deixe saber que você se consagrou, envie para 
  face ou insta.


Dúvidas mais frequentes

Preciso receber um sinal sobre qual título Nossa Senhora deseja que me consagre?

Nossa Senhora é a mesma, seja qual título esteja sendo celebrado naquela data mariana, esta consagração é uma entrega Total a Virgem Maria, escolhemos uma data mariana para melhor honrá-la entregando tudo a Ela naquele dia que a Igreja lhe dedica honra.
Portanto, não é preciso aguardar um sinal, tendo a Igreja manifestado os dias de festividade marianas e a mesma ensinando que todas honram a Virgem Mãe de Deus. 


Preciso de um padre no dia da consagração?
Não, esta consagração é uma consagração pessoal, bastando a recitação da fórmula da consagração (que esta no fim do Tratado) diante de uma imagem da Santa Virgem após ter confessado e comungado, ou seja, estando em estado de graça.
No entanto, é muito bom para a propagação da consagração que se faça a mesma recitação após a comunhão, como ação de graças, durante o rito da Santa Missa, com a presença do padre, se ele assim permitir.


Como devo me vestir no dia da consagração?
Com modéstia, não somente no dia da consagração mas em todos os dias, mesmo não sendo consagrado, pois é uma virtude cristã. Portanto, as moças, meninas e mulheres devem se atentar a se parecer ao máximo com a Santa Virgem, preferindo o uso de saias e véu (o último não é obrigatório), sem decotes, transparências, roupas justas. Os homens, meninos e rapazes de forma honrada e modesta. Basicamente, devem se vestir com simplicidade, no entanto, com modéstia e pudor que um filho e filha de Deus devem se portar. 


Se não encontrar respostas poderá me enviar sua pergunta nos comentários, por e-mail ou em nossa página no facebook aqui.


Não deixe de se consagrar!


Se quiser saber sobre a minha experiência com a Consagração clique aqui e aqui.

Fonte das histórias: Cruz Terra Santa

You May Also Like

0 comentários

Olá, Paz e Bem! Que bom tê-lo por aqui! Agradeço por deixar sua partilha.