O Homem do Calvário

by - fevereiro 02, 2019

O Homem do Calvário


Tudo nos ensina o ensanguentado Calvário,
Mas as almas se esqueceram de ensinamento tão profundo,
E se vão iluminadas pelo escuro,
Mergulhadas no abismo do obscuro absurdo.


Quantas belezas se escondem no Calvário!
Lá está o exemplo da nobreza do sofrimento, do tormento, do desalento,
Mas as almas! As almas se esqueceram de tão grande ensinamento,
Pois, lhes parece absurdo abnegar-se em tudo,
Lhes parece confuso, doído e caduco, preferem contudo a euforia em tudo.


Que diria o Homem do Calvário? Todo em sangue e desfigurado?
Que diria O Santo Sangue propulsado?
Será que não há no mundo quem se lembre do Crucificado?
Existe alguém? Alguém que não se envergonhe do Grande Deus, por amor, desfigurado?

Ana Paula Barros

You May Also Like

0 comentários

Olá, Paz e Bem! Que bom tê-lo por aqui! Agradeço por deixar sua partilha.