MENTIRAS QUE TE CONTARAM SOBRE A MODÉSTIA

by - fevereiro 22, 2018


virtude da modéstia


- Salve Maria Puríssima!
- Sem pecado concebida!

Se sua educação foi semelhante a minha você nunca aprendeu nada sobre modéstia. Provavelmente aprendeu que algumas coisas são inaceitáveis em público e só.

Infelizmente, existe uma grande subestima em relação a modéstia, por muitos é sempre esquecida ou vista como algo desagradável, retrogrado e puritano.  No entanto, a modéstia nos concede realmente a liberdade de sermos criativos, estarmos confortáveis dentro de nós mesmos e ainda nos  possibilita acentuarmos a beleza que Deus deu a cada um de forma particular e irrepetível. A modéstia possibilita ver a beleza e ser sinal da beleza no mundo. O Belo é um dos atributos divinos e num mundo em que as pessoas estão tão distantes d'Ele ser sinal de uma beleza pura, com raízes profundas em Deus é uma das formas mais profundas de evangelização. E no caso das mulheres uma forma de aprofundar seu autoconhecimento, o conhecimento de Jesus e Maria e ainda observar se sua imagem corresponde a quem é de verdade, se está de acordo com a sua dignidade e ainda se vêm se comportando de forma a elevar também o comportamento do homem. 

Nesse apostolado da modéstia, que é muito mais que roupas, é um apostolado para a alma de cada uma de nós mulheres - que pela história nos afastamos tanto do plano de Deus e estamos nos tornando doentes em vários sentidos - tenho dito que a mulher é o diadema da criação. Temos uma responsabilidade: o nível moral da sociedade é medido pela qualidade, valores e ações de suas mulheres. E isso, num nível reduzido, nos diz que também somos responsáveis pelo nível de homens que estão hoje na sociedade. 

Portanto a modéstia não se trata, jamais, somente de um conjunto de regras em relação a medidas das roupas. No entanto, devemos lembrar que é uma virtude. A virtude é o esforço na prática do bem, portanto, é uma ação. Ok? Para viver a modéstia é preciso agir.

Agir em que sentido?

A virtude da modéstia se refere a vestimenta (é um desdobramento da virtude do pudor que se refere a pensamentos e comportamentos. Mas o CIC une ambos dizendo que o pudor é modéstia, não existe uma sem o outra, uma é a outra), portanto é em si algo externo, você demonstra o que está no seu interior, exteriormente, através do que veste. Ou seja, não existe como viver a modéstia interiormente. Aliás, não é possível fazer isso com nenhuma virtude. Para ser paciente, você precisa ter atitudes pacientes, para ser bondoso a mesma coisa. Não é possível ser bondoso internamente, ser paciente internamente, ser modesto internamente. A virtude é uma atitude e por isso é externa. No caso da modéstia se refere ao ato de se vestir, que altera muito o comportamento e vice e versa. 

Não é uma atitude de escondimento e sim de preservação de algo que você notou que é precioso, seu corpo, e ainda mais, se bem vivida, seu coração.

Estou a dizer cada uma dessas coisas e reiterando outras, para que você possa trilhar esse caminho ou despertar para ele de forma consciente e livre de alguns erros, que são muito comuns quando se descobre muitas coisas sem a devida formação. Portanto, é importante a formação, fugir dos erros, mas também é importante a ação, ou seja, não fique só lendo, assistindo vídeos, escutando sobre o assunto, faça logo alguma coisa! Não fique achando belo e legal tenha a coragem de viver uma virtude que é uma das marcas do cristão, portanto, não é algo somente de um grupo, somente de consagrados a Nossa Senhora, somente de tradicionais é uma virtude que caracteriza o cristão no mundo! 

Assim, abaixo você encontrará algumas mentiras e erros que provavelmente já te contaram sobre a virtude da modéstia:

Mentira 1: "Basta vestir-se como alguém que não quer chamar atenção, basta usar roupas que cubram tudo"

Para os puritanos isso pode ser verdade, mas para nós católicos, a modéstia tem mais relação com preservar o que é bom sem esconder o que é ruim. Deixe-me explicar.

Vestir-se modestamente te permite ser quem você é e realmente chamar atenção por ser alguém que busca a Deus. Pense como é lindo uma mulher com olhar mariano, vestida modestamente, bela e simples, isso chama a atenção sim, mas para o que é bom, belo e justo, como tudo que Deus criou e que O serve com fidelidade. Agora você também pode fazer isso vestindo um grande decote, com grandes brincos e uma roupa embalada a vácuo, chamaria a atenção para o que é passageiro, prazeroso (como uma torta ou um chocolate) e ilusório. Cada um decide o que quer, cada um tem o seu livre arbítrio, mas todos devemos notar que não fizemos a nós mesmos, nós fomos criados e fomos criados com uma dignidade superior. Hoje todos dão mais valor a um cachorro que a um ser humano, no entanto, o ser humano tem uma dignidade que um cão nunca terá e esse esquecimento têm feito com que muitos se comportem exatamente como cães levados pelo que é mais baixo e animalesco.

No entanto, se vestir modestamente não pode te levar a falsidade. Não se pode nunca passar a pregar um bom mocismo que esconde de si mesmo e dos outros os próprios defeitos, passando a agir como alguém que saiu da barriga da mãe vestido modestamente e com todas as citações dos santos na boca. A modéstia, se vivida corretamente, nos leva a conhecer quem somos e isso incluí conhecer os nossos defeitos, que sempre existem. 

Não deve também nos levar a viver numa bolha que simplesmente não aceita nada que não é "da Igreja", não aceita uma boa música clássica, pois, têm teorias estranhas sobre suas notas, não aceita estudar com o professor "x" pois ele é "y"... isso é o puritanismo elevado a última potência, que leva a renegar coisas boas e até da mais alta cultura mundial por simples achismos. Uma virtude nunca te impede de ver que tal pessoa é competente em uma área e pode te ensinar alguma coisa daquilo, mesmo sendo ele alguém com alguns comportamentos questionáveis ou que tenha ainda uma opinião num determinado assunto completamente diverso do seu. Uma virtude nunca emburrece alguém e essa atitude demonstra somente falta de formação e ainda falta de humildade.

Mentira 2: "A modéstia é sobre santidade e não deve ser divertida, nunca."

Realmente hoje temos um obsessão por diversão e sensações, se você não sente nada está errado. No entanto, sabemos que muitas vezes isso não é possível, muitas coisas que são boas para nós não são divertidas ou causam uma sensação gostosinha. Mas também não podemos generalizar e achar que tudo se desenrola dessa forma. 

Viver a modéstia é bem divertido, na maior parte do tempo devo dizer, em parte pelo que disse anteriormente sobre descobrir coisas sobre você e sobre Jesus que não tinha idéia antes, por estar mais confortável em si mesmo e por fim, por empreender uma verdadeira saga da modéstia toda vez que precisa comprar algo, doar peças, reformar peças ou doar o tecido das peças imodestas para artesanato. Tudo isso é muito divertido, pois você realmente vê uma mudança em sua vida, uma mudança verdadeira (se vivida com oração), que dá frutos que você jamais imaginou. Os frutos interiores, são sempre os melhores.

Mentira 3: "Alguém me disse que isso era modesto e agora você me diz que não é"

Sem relativismo mas com puro realismo. Cada uma têm um corpo, existem saias que ficam muito modestas em um corpo e muito, muito imodestas em outros. Ou seja, modéstia não é só usar saia, é usar a saia certa. Assim como é possível usar calças modestas. Sim, já vejo a cara de alguns leitores, seus narizes tortos e seus lábios sussurrando: "modernista". Mas mesmo assim, devo dizer e você deve ler até o final, ao menos por mortificação. Existem, sim, algumas calças, larguinhas com blusas maiores, até a coxa, que podem ser usadas modestamente. Mas vale lembrar a regra de ouro da prática da virtude: nós buscamos o mais perfeito. E a calça não é o mais perfeito, o tecido e a modelagem inspirados no guarda roupa masculino carregam sua origem e deixam as atitudes da mulher sem a graça que lhe é própria. Além do simples fato de que ficamos mais belas e elegantes com saia, basta ver um mulher de vestido ou saia e terá a prova. 

Portanto, basta saber se você está buscando o mais perfeito ou o mais cômodo, buscando o mais próximo do que você já vive.


Mentira 5: Ou 8 ou 80

A virtude sempre fica entre dois extremos. É também um hábito. Temos que ser pacientes com nós mesmos, enquanto os extremos se tornam menos extremos e o hábito se forma. O fato de que é difícil apenas confirma o que já sabemos: somos pecadores. Mas temos um Deus que nos ama demais para nos deixar assim. Nós apenas precisamos ser humildes o suficiente para deixá-Lo nos levar à virtude, em vez de pensar que devemos ser capazes de nos tornar instantaneamente livres do pecado. Mantenha a paz.

Além disso, perceba que é um tanto burro ter medo. Você está agora no meio da leitura de um texto sobre modéstia. Eu duvido muito que você não esteja pensando sobre isso a algum tempo e até já pode ter ido lá no seu guarda roupa realizar uma pequena limpeza. Você está tentando ou está pensando em tentar. Esta é uma coisa muito, muito boa.

Deus quer que você seja santo. Você deve se lembrar que Ele sacrificou muito por isso. Então, ele irá te ajudar. Mas você tem que começar a fazer alguma coisa, dar o passo, decidir e fazer. Ele está orgulhoso de você por se importar e ainda mais orgulhoso por tentar honestamente, cada dia mais e mais. 

O equilibro é difícil, ainda mais nos tempos em que vivemos entre mundanismo e puritanismo, mas Deus ajuda e orienta quem se dispõem de coração sincero. Portanto, não fique esperando um chamado, um incômodo, embora muitos o tenham isso não é via de regra, a virtude é para todos os cristãos, sem distinção. O chamado já foi feito no Batismo e confirmado no Crisma, falta agora a sua resposta verdadeira.






Paz e Bem!
Abraço,
Ana


Para acessar todo o material que já produzimos sobre Modéstia clique no link abaixo. 

You May Also Like

0 comentários

Olá, Paz e Bem! Que bom tê-lo por aqui! Agradeço por deixar sua partilha.