O MÍNIMO QUE UM CATÓLICO PRECISA SABER SOBRE O COMUNISMO PARA DEFENDER SUA FAMÍLIA E A IGREJA

by - dezembro 18, 2017




A idéia reinante atualmente, principalmente no Brasil, se refere ao fato de separar em caixinhas diferentes a religião e a política, de preferência numa distância semelhante a que separa o Sol de Plutão.

No entanto, isso é de uma mediocridade sem medida, não é possível que pessoas que vivam em uma sociedade e recebam as influências das ideologias, que agem através da política, simplesmente resolvam não unir as duas coisas. O ser humano é um ser político e também um ser espiritual, assim não existe essa separação na prática.

Somado ao citado acima, temos também um fato que todos desejam fingir que não existe: muitos grupos políticos tem por meta realmente dissolver o aspecto espiritual do homem, simplesmente minimizar o papel da religião e de seus ministros, e se isso não for possível passarão a deturpá-los para que trabalhem a favor dos seus objetivos (como vemos hoje).

Todos sabemos que não existe uma forma de um padre guiar seu povo sem orientá-lo politicamente, se você é contra isso, é um alienado.

Como um sacerdote, ungido depois de mais de 6 anos de estudos e trabalho, que deixou tudo para seguir Jesus no sacerdócio e cuidar das ovelhas que o Senhor resgatou a preço de Seu Sangue, pode deixar essas almas aderirem a pensamentos e ideologias que simplesmente querem retirar Deus e a Igreja da vida das pessoas e se isso não for possível desejam fomentar um ódio contra Deus e tudo que é sagrado e remete ao transcendente?

Como um sacerdote pode ficar calado diante disso?

Não pode e não deve! 

Aqueles que falam sobre isso, com clareza, guiando o povo para que entendam o que resumi acima, são homens bons que ao menos se esforçam para exercer um sacerdócio decente. Quanto aos que não fazem isso, é realmente uma vergonha, como um soldado que simplesmente não batalha e espera que a batalha termine por si mesma, para depois escolher o lado vencedor é, com todo respeito, vergonhoso, e devemos rezar por eles para que assumam, de vez, um sacerdócio que guie a Igreja Militante, que o próprio nome já diz o que faz, luta.

Por outro lado, nós leigos temos que nos esforçar para sair dessa mediocridade mundana que está impregnada até nos mais dedicados, parar de torcer o nariz para o padre quando ele fala de eleição ou de política ou seja lá o que for; exceto se ele for um modernista adepto do comunismo, coitado, nesse caso você deve rezar por ele em dobro, talvez ele saia desse erro, afinal Deus o chamou em algum momento e Deus não erra, portanto, ele - o sacerdote - é quem se esqueceu a razão da sua ordenação e nós podemos dar uma ajuda com muita oração e respeito. O mesmo vale para os bispos, não existe nada que faça um sacerdote se lembrar mais da sua ordenação, do peso sacerdotal,  do que beijar sua mão e pedir a benção, rezar por ele e colocá-lo na intenção da própria Missa que ele oferece.

Nunca podemos nos esquecer que Deus escolhe seus sacerdotes, mesmo que o próprio sacerdote se esqueça, nós devemos nos lembrar e ainda mais, devemos dar-lhe o respeito do ofício que ele mesmo não esta exercendo de forma satisfatória, mas não compactuar de suas idéias. Caso contrário seriamos como os protestantes que simplesmente não acreditam no poder de Deus em seus superiores (apesar de seus erros) e fazem novas igrejas a seu bel entendimento ou gosto. Nós lembramos da ação do Espírito Santo na Igreja e é essa a fonte da força do catolicismo.

Mas para não sermos somente uma bando de patetas manipulados por discursos contra a Santa Doutrina da Igreja é importante que saibamos, quem são esses grupos políticos que funcionam como peças na batalha contra o cristianismo e principalmente, contra a Igreja Católica.

Para que você possa ter uma visão sobre o tema assista ao vídeo sobre os pontos levantados pelo Venerável Fulton Sheen, que foi bispo nos EUA e orientou o povo americano contra o comunismo durante a Guerra Fria e escreveu muito sobre o tema durante a Gerra da Coréia. No vídeo você terá informações importantes para entender o restante desse estudo.



Comunismo
(texto baseado na tradução e adaptação do site Catholic Essentials)

O comunismo é uma forma mais lógica e extrema do socialismo, resultado da teoria revolucionária de Karl Marx. A filosofia subjacente é materialista e determinista; a ordem social evolui através das lutas econômicas entre as classes em direção à revolução violenta e uma ditadura do proletariado, é seguido por um "desaparecimento" do Estado (pois, não desaparece de fato, pois, não existe como viver numa sociedade sem governo) e a sociedade passa a ser composta por pessoas sem propriedade privada, onde tudo é comum e onde tudo funcionará voluntariamente e todos arrecadam livremente bens produzidos de acordo com suas necessidades (na prática alguém teria que gerar produtos e outros deveriam ter acesso a essa produção de forma igual, no entanto, o único que tem realmente propriedade é o Estado, ou seja, a classe de pessoas responsáveis pela gestão). Além da teoria abstrata do comunismo, deve-se, desde 1917, ser considerada a tentativa concreta de aplicar seus princípios na União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, onde um aspecto da mesma pode ser resumido nas palavras de Stalin: "Falando cientificamente, a ditadura do proletariado é um poder que não é restrito por nenhuma lei, impedido por nenhuma regra e baseado diretamente na violência".

Seja na teoria ou na prática, a Igreja rejeita totalmente o comunismo devido a seus erros, nomeadamente: o materialismo ateísta, a doutrina e a prática da guerra de classes, a negação dos direitos e liberdades da pessoa humana, incluindo o direito natural de possuir alguma medida de propriedade privada, e seu desprezo pela boa moral.

O comunismo tem sido repetidamente condenado pela Santa Sé, nomeadamente pelo papa Pio XI na Encíclica Divini Redemptoris . (Baseado na definição de Catholic Dictionary, 1951)


Ensino da Igreja sobre o comunismo :

"Este perigo tão iminente, veneráveis ​​irmãos, como já supôs, é o comunismo ateísta e bolchevique, que visa destruir a ordem social e minar os próprios alicerces da civilização cristã" Encíclica sobre o comunismo ateísta pelo papa Pio XI, 1937

"Com referência ao comunismo, nosso Venerável Predecessor, Pio IX, da memória sagrada, já em 1846 pronunciou uma condenação solene, que ele confirmou nas palavras do Syllabus " essa infame doutrina do chamado comunismo é absolutamente contrário a própria lei natural, e uma vez adotada destruirá completamente os direitos, os bens de todos os homens, e mesmo a própria sociedade ". [1] Mais tarde, outro dos nossos predecessores, o imortal Leão XIII, em sua Encíclica Quod Apostolici Muneris, o comunismo definido como "a praga fatal que se insinua na própria medula da sociedade humana apenas para causar a sua ruína". Encíclica sobre o comunismo ateísta pelo papa Pio XI, 1937

"Em 1924, quando nossa missão de alívio voltou da União Soviética, condenamos o comunismo em uma Allocução especial [3], que dirigimos ao mundo inteiro. Nas nossas Encíclicas Miserentissimus Redemptor, [4] Quadragesimo Anno, [5] Caritate Christi, [ 6] Acerba Animi, [7] Dilectissima Nobis, [8] Realizamos um protesto solene contra as perseguições desencadeadas na Rússia, no México e agora na Espanha ". Encíclica sobre o comunismo ateísta pelo papa Pio XI, 1937

"De fato, os inimigos mais persistentes da Igreja, que de Moscou estão dirigindo a luta contra a civilização cristã, dão testemunho, por seus incessantes ataques de palavras e atos, que até essa hora o Papado continuou fielmente a proteger o santuário da religião cristã e que chamou a atenção do público para os perigos do comunismo com mais frequência e eficácia do que qualquer outra autoridade pública na terra ". Encíclica sobre o comunismo ateísta pelo papa Pio XI, 1937

"Em tal doutrina, como é evidente, não há espaço para a idéia de Deus, não há diferença entre matéria e espírito, entre alma e corpo, não há sobrevivência da alma após a morte nem esperança em uma vida futura. Assim, a luta de classes com seu consequente ódio violento e destruição assume os aspectos de uma cruzada para o progresso da humanidade. Por outro lado, todas as outras forças, desde que resistam a uma violência tão sistemática, devem ser aniquiladas como hostis à raça humana.
O comunismo, além disso, tira o homem de sua liberdade, rouba a personalidade humana de toda a sua dignidade e remove todas as restrições morais que controlam as erupções do impulso cego. Não há reconhecimento de nenhum direito do indivíduo em suas relações com a coletividade; nenhum direito natural é concedido à personalidade humana, que é uma mera roda dentada no sistema comunista. Além disso, nas relações do homem com outros indivíduos, os comunistas mantêm o princípio da igualdade absoluta, rejeitando toda hierarquia e autoridade divinamente constituída, incluindo a autoridade dos pais." Encíclica sobre o comunismo ateísta pelo papa Pio XI, 1937

"Tal, Veneráveis ​​Irmãos, é o novo evangelho que o comunismo bolchevista e ateísta oferece ao mundo como a boa notícia da libertação e da salvação! É um sistema cheio de erros e sofismas. É em oposição à razão e à Revelação Divina, subverte a ordem social, porque significa a destruição de seus fundamentos, porque ignora a verdadeira origem e propósito do Estado, porque nega os direitos, a dignidade e a liberdade da personalidade humana ". Encíclica sobre o comunismo ateísta pelo papa Pio XI, 1937

"Veja, Veneráveis ​​Irmãos, que os fiéis não se deixem enganar! O comunismo é intrinsecamente errado, e ninguém que pertença a civilização cristã deve colaborar com isso em qualquer empreendimento. Aqueles que se deixam enganar em empréstimos e auxílio para o triunfo do comunismo em seu próprio país, serão os primeiros a serem vítimas de seu erro. E quanto maior a antiguidade e grandeza da civilização cristã nas regiões onde o comunismo penetre com sucesso, tanto mais devastador será o ódio exibido pelo ímpio " Encíclica Sobre o Comunismo Ateístico pelo Papa Pio XI, 1937

"Como todos os outros apostolados, o apostolado dos leigos tem dois objetivos: preservar e conquistar. A Igreja atual deve dar a maior atenção a ambos. Colocando-o de forma sucinta, a Igreja de Cristo não tem intenção de ceder terreno a seu inimigo declarado, o comunismo ateísta, sem luta. Esta batalha será combatida até o fim, mas com as armas de Cristo!" Encíclica Sobre os Princípios Orientadores do Apostolado dos Leigos pelo Papa Pio XII ao Segundo Congresso Mundial do Apostolado dos Leigos, 1957

"Há alguns que se mostram temerosos e incertos quando confrontados com a perversidade do comunismo que visa roubar sua fé, a quem promete prosperidade material. Mas documentos recentemente publicados por esta Santa Sé mostraram claramente o caminho a seguir , o caminho a partir do qual ninguém deve se desviar a menos que deseje falhar em seu dever" Exortação Apostólica do Papa Pio XII ao Clero do Mundo Inteiro.

"Além disso, não se contentam com a remoção da religião da sociedade pública, eles desejam bani-la também de famílias privadas. Por ensinar e professar o erro mais fatal do "comunismo e socialismo ", afirmando que "o princípio de existência da sociedade doméstica ou a família deriva apenas do direito civil; e, conseqüentemente, que somente do direito civil derivam todos os direitos dos pais sobre seus filhos, e especialmente o de prover a educação." Encíclica sobre a condenação de erros atuais pelo papa Pio IX, 1864


"IV. SOCIALISMO, COMUNISMO, SOCIEDADES SECRETAS, SOCIEDADES BÍBLICAS, SOCIEDADES CLERICO-LIBERAIS 
As pragas deste tipo são freqüentemente reprovadas nos termos mais severos da Encíclica" Qui pluribus ", 9 de novembro de 1846, Allocution "Quibus quantisque ", 20 de abril , 1849, Encíclica "Noscitis et nobiscum", 8 de dezembro de 1849, Allocution "Singulari quadam", 9 de dezembro de 1854, Encíclica "Quanto conficiamur", 10 de agosto de 1863 " O SÍLABO DOS ERROS CONDENADOS POR PIO IX, 1864

"Por isso, chegamos ao limite dos horrores, do comunismo, do socialismo, do niilismo, das deformidades horríveis da sociedade civil dos homens e quase a sua ruína. E, no entanto, muitos tentam ampliar o alcance desses males e sob o pretexto de ajudar a multidão, abrindo pequenas chamas de miséria. As coisas que mencionamos não são nem desconhecidas nem muito distantes de nós " Encíclica Sobre a Origem do Poder Civil pelo Papa Leão XIII, 1881

"Deste modo, vejamos diariamente os numerosos males que afligem todas as classes de homens. Essas doutrinas venenosas corromperam completamente a vida pública e privada: o racionalismo, o materialismo, o ateísmo engendraram os princípios do socialismo, do comunismo, do niilismo e do mal que não era apenas surgiu encaixe derivado de tal parentalidade, mas era a sua descendência necessária " Encíclica sobre o ordenamento correto da vida cristã pelo Papa Leão XIII, 1888

"A Santíssima Virgem que, uma vez, dirigiu vitoriosamente o combate contra a terrível seita dos albigenses de países cristãos, agora invocada por nós, combaterá os novos erros, especialmente os do comunismo, que nos recorda de diversas maneiras, em seus motivos e feridas, os erros antigos" Encíclica Sobre o Rosário pelo Papa Pio XI, 1937

"Se o socialismo, como todos os erros, contém alguma verdade (que, além disso, os Pontífices supremos nunca negaram), baseia-se, no entanto, numa teoria da sociedade humana peculiar a si mesma e inconciliável com o verdadeiro cristianismo. O socialismo religioso, o socialismo cristão, são termos contraditórios; ninguém pode ser ao mesmo tempo um bom católico e um verdadeiro socialista ". Encíclica Sobre a Reconstrução da Ordem Social pelo Papa Pio XI, 1931


Resumo

Eis os motivos que um verdadeiro católico jamais pode ser comunista, nem tolerar o comunismo.

Nota-se que devemos conhecer esses textos e também rezar pelos homens do clero que num rompante não definido, se esquecem da orientação da Igreja e não guiam o povo para o caminho correto, seja por adesão ao erro, seja por omissão ou medo.

A Igreja não precisa de pessoas modernas e cools, precisa de pessoas santas.

Para completar seu entendimento sobre o tema, é fundamental que assista também a aula abaixo. Nela abordamos muitos pontos sobre a política e o cristianismo levantados nas aparições da Santa Virgem, assim como os pedidos da Santa Virgem a esse respeito.



Se você acredita que católico não deve falar de política, acredito que a Santa Virgem discorda de você.

Paz e Bem!
Ana Paula Barros






You May Also Like

0 comentários

FOLLOW ME @INSTAGRAM