Teologia do Corpo: DIFERENÇAS DA IDENTIDADE do HOMEM e da MULHER| Homem e Mulher 01

by - junho 19, 2017



Dentre os temas e problemas e mensagens e e-mail que recebo, acredito que o tema que mais surge como uma "luz iluminando o dia" é o tema dos relacionamentos, sejam amorosos, familiares, de amizade ou ainda de interações dentro da Igreja nos grupos e pastorais... e todos possuem um ponto convergente, todos estão ligados a necessidade que nós, mulheres e homens, temos de redescobrir a nossa IDENTIDADE, aquela que Deus nos deu ao criar o homem e a mulher.

Digo isso, pois, diante dessa verdade fundamental, muitos "problemas" são solucionados e ainda mais, muitos pontos de superação ficam claros e portanto, mais fáceis de serem trabalhados.

Para iniciarmos esta série sugiro que assista ao vídeo abaixo, que é o primeiro da sério desse pequeno curso:



Para completar os ensinamentos dados, abaixo você encontrará uma série de informações que podem lhe ajudar a fixar e acima de tudo colocar em prática o que foi dito.

Ao Gênesis


Durante a criação vemos uma relação intima entre o homem e Deus, Deus deixava com que tudo passasse pelos olhos do homem, ele via e nomeava tudo, organizava tudo. Mas o homem se sentiu sozinho e, nesse momento, aconteceu uma coisa interessante: para criar a mulher Deus fez cair sobre o homem um sono profundo e agiu sem o conhecimento de Adão. 

A mulher surgiu já debaixo de um mistério, somos sempre a criatura que surgiu enquanto ele dormia. E quando ele acordou se admirou! 

Por que diante dele via o semelhante e o diferente, o conhecido e mistério, via a si mesmo e outra pessoa completamente diferente.

Ambos se identificavam e achavam sua própria identidade, nessa mistura de diferença na igualdade

Aqui chegamos num ponto importante, a tradução da Bíblia diz "costela", que também pode ser traduzida como "metade", a mulher foi criada da "metade do homem". Por isso, a união gera plenitude. Outro ponto importante é que se traduz que a mulher será "uma ajuda", "socorro de Deus". A tradução também pode ser feita como "uma ajuda contra ele", assim existe o caminho de enaltecê-lo, gerar a união fecunda assim uma "ajuda toda para ele" ou se uma ação "oposta a ele", que no caso o destruirá.

Agora pense nas consequência de destruir seu espelho, seu semelhante adequado, nunca haverá plenitude.


Nos escritos judeus, midrash (textos da tradição judaica), esta escrito assim: "Se o homem merece isso, ela será com ele. Mas se ele não o merece, ela será contra ele. Assim desde o começo a mulher recebe sua missão em favor do homem, para colaborar com a obra de Deus, e sua identidade diante do homem. Mas ela pode tornar-se sua aliada ou sua inimiga, e de acordo com o modo com que usa sua liberdade, levar a luz ou as trevas, elevar ou rebaixar, fecundar ou esterilizar".

Como estamos aqui a entrar no Gênesis, devemos também nos atentar aos termos usados na língua hebraica para homem e mulher.

O homem nós temos a palavra Ish para homem e mulher Isha.

DIFERENÇAS DA IDENTIDADE do HOMEM e da MULHER| Homem e Mulher 01


No entanto, existe uma união de palavras que nos fazem entender melhor a natureza do homem e da mulher.

O homem é aleph-yod-chin
A mulher é aleph-chin-hé

Perceba que possuem palavras iguais e uma diferente. Assim iguais e diferentes

Agora vemos nesse nome a identidade:

No homem temos a palavra yod que simboliza a "Mão de Deus", por ela ele foi moldado e debaixo dessa proteção deve fazer tudo, nada de bom fará sem essa proteção.

A mulher, por sua vez, possui o termo que simboliza o "Sopro Espiritual". A mulher tem o desejo de servir e amar a Deus, em sua relação com o homem ela faz esse papel de fazê-lo servir e amar a Deus. Mantê-lo debaixo da mão de Deus, yod.

Assim a mulher faz com que o homem mantenha sua identidade, enquanto ela mantêm a sua, gerando um santo equilíbrio. E nesse equilíbrio, elevando a si mesma à Deus e levando o homem consigo.

Entende, que a mulher é um instrumento da ação de Deus, medida reguladora da humanidade, sopro de Deus sobre a humanidade que gera fruto, ou se afastada de Deus, gera destruição.

Não é à toa que na Bíblia vemos frases fortes sobre a mulher, uns versículos apontam benção outros apontam maldição, uns falam da alegria e outros da destruição que uma mulher pode trazer, isso porque sabiam da missão da mulher e a extensão do seu poder de ação.

E aqui entramos nas palavras que nos tornam iguais, aleph-chin, que significa fogo. Entenda, que se o homem e a mulher esquecem sua função (yod e ) resta somente o fogo da destruição. Destruir-se um ao outro.

Mas agora que sabemos nossa identidade primeira, podemos nos atentar aos conselhos das Escrituras Sagradas sobre uma nova luz e também podemos colocar um novo olhar sobre os nossos relacionamentos.

Paz e bem.

Próximo texto da série aqui.

Inspiração: Livro Mulher Sacerdotal
Jo Croassant

You May Also Like

0 comentários

Olá, Paz e Bem! Que bom tê-lo por aqui! Agradeço por deixar sua partilha.