MODÉSTIA E A PRAIA

by - junho 26, 2017


" A alma vale mais que o corpo. Aprenda a ser mais sábia."
Dom Giuseppe Tomaselli

Lendo essa frase parece que devemos menosprezar o corpo mas não é essa a questão, a questão é que devemos mostrar a alma e ter pleno conhecimento que o corpo muda, tem suas fases. A alma pode ser melhorada constantemente e refletir-se no corpo, por amor a Deus, a si mesma e ao irmão. Nisso reside toda prática da modéstia.

Eu particularmente, nunca gostei muito de biquíni, sempre achei estranho ir a algum lugar com algo que é uma peça intima em outro tecido. Mas sendo levada pelo que é considerado normal e legal pela sociedade e pelas "migas", passei muitos anos indo na onda do mundo nesse sentido sem saber...



Ir na onda do mundo é quando você sabe no fundo que tem algo errado mas não pára para analisar, pois todos fazem e essa é a única forma de se sentir incluído.

Quanto mais você se espiritualiza, mesmo sem se Consagrar a Maria, mais incomodo dá, mostrar o corpo para todos os olhos, como um produto numa vitrine.

Muitos não entendem isso, acham que a "religião" gera vergonha ao próprio corpo, que gera insegurança. E isso muitas vezes é confirmado pelo nosso comportamento...pensa comigo: se você se comporta mostrando que esta insegura da decisão de se guardar e proteger, mostra que esta com vergonha de escolher ir a praia de forma diferente, eles tem uma ponta de razão de achar isso ruim.

Então, o foco esta no comportamento. Se comporte como alguém que é diferente e se orgulhe das suas escolhas. Seja sincera nas respostas: quando me perguntam sobre biquíni eu digo: "não gosto". E quando me perguntam a causa eu respondo: "não acho muito elegante".

Grossa? Não, acho. É a verdade! Eu não acho mesmo elegante, tem biquínis que deixam a mulher feia, mesmo ela sendo linda.

E também acho que existem lugares em que existe uma oportunidade de mudar as perspectivas das pessoas, sobre o pensamento "eu me mostro, pois sou linda".

É simples: suas ações devem ser confiantes. E todos ao seu redor verão que não precisam te perguntar mais nada, depois do: "não gosto", "prefiro este, me sinto chique".

Muitas vezes tentamos explicar apontado para as falhas do biquíni, mas o caminho é mostrar como você se sente bem com a escolha de roupa que escolheu, usar termos como "chic", "elegante", cabem muito bem na forma que a modéstia propõe e que o coração de muitas meninas/moças/mulheres gostam, como é o meu caso.

Eu atualmente, prefiro um vestido leve longo ao maiô, pois, prefiro andar a beira mar que entrar na água. Mais se eu entrasse, vestiria um vestido leve e por baixo o maiô, tiraria o vestido quando fosse entrar na água. Acredito que essa é a atitude que eu faria desde o inicio se não tivesse dado ouvidos as falas da sociedade sobre o que é "bonito". Sempre fui de atitudes meio principescas então esse jeito tem mais relação com meio jeito de ser.

Se você escolheu seguir a modéstia deve pensar também, qual a forma de vivê-la que tem relação com você. Um maiô colorido, com um corte moderno, um maiô moderno com uma saia leve meio retrô. 

Opções não faltam, mas mesmo que faça uma escolha linda deve se comportar de acordo com essa escolha, realmente estar convicta da sua beleza e das suas escolhas.

O comportamento é o mais importante, sempre falo isso mas não custa repetir, a praia tem o efeito de nos deixar mais relaxados e isso é ótimo, mas é preciso se atentar a algumas "brincadeiras" que andam bem na "moda" ultimamente...rolar na área com um menino "brincando", sentar no colo de um menino "brincando", morder o menino "brincado", não falo isso querendo dizer que não se possa rir até doer a barriga, pular e se divertir, estou dizendo que existem coisas que convêm e outras não. O mesmo vale para os meninos, que fazem atitudes similares (sentam no colo, mordem e puxam as meninas) achando que são brincadeiras "inocentes", perdoe-me não são não e basta entender um pouco da biologia humana para compreender, esse tipo de interação normalmente tem interesse amoroso (de amizade ou de namoro, não importa), a pessoa gosta da outra mas não sabe se expressar, sentimentos de bem querer, de amor, de afeto não precisam ser expressos dessa forma. 

Lembre-se convicção em suas escolhas e comportamento alegre não significa brincadeiras inoportunas.
















Paz e bem!
Abraços!
Ana









You May Also Like

0 comentários

FOLLOW ME @INSTAGRAM