O SEMEADOR, A SEMENTE e A TERRA

by - setembro 19, 2015

A parábola do semeador é a mais conhecida de todas as parábolas, tanto quanto a do Filho Pródigo.

As parábolas tem esse poder de nos levar a reflexão e também de permitir que nos encaixemos hora ou outra, em um local ou personagem da história.

O SEMEADOR, A SEMENTE e A TERRA


Normalmente, vemos o semeador como Deus, Jesus ou até mesmo os missionários, padres, enfim, normalmente vemos o semeador como a terceira pessoa. A semente como a Palavra. A Terra como nosso coração. E está tudo ok!

Mas todos somos chamados a ser semeador, semente e terra. 

Pensa comigo, tudo o que fazemos, falamos, tudo que "colocamos para fora de nós" são sementes que semeamos nos terrenos ao nosso redor, ou seja, nos corações e nas vidas das pessoas que nos rodeiam (qualquer um que entre em contato conosco). 

Pensando dessa forma, quais seriam as suas sementes? A qualidade delas? São flores ou ervas daninhas? 

O SEMEADOR, A SEMENTE e A TERRA

Nesse momento, é interessante notarmos que somos semeadores e as sementes saem do terreno do nosso coração e é esse terreno que determina a qualidade da semente.

E aí? Como está seu terreno? Quem está adubando seu coração?

O adubo da mente são os pensamentos e o do coração são os sentimentos. É fácil saber a qualidade do terreno pelos sentimentos que o nutrem. 

É importante lembrarmos que os pensamentos geram sentimentos e os sentimentos geram ações, e ainda, que se graduarmos a influência dos sentimentos e ações em nosso agir, veremos que as emoções são em média mil vezes mais poderosas. 

Então qual os sentimentos que estão nutrindo, ou não, seu coração? 
Qual a qualidade das sementes que semeias?
E, por fim, qual tipo de semeador é você? De flores e beleza ou de ervas daninhas e feiúras?

Além desse ponto, importante, devo tocar também em outro:

Quais as sementes e semeadores você deixa passar pelo canteiro do seu coração?

Perceba, com toda essa vida digital que temos, o número de sementes que recebemos aumentou (assim, como o número de sementes que podemos semear), e com isso devemos dobrar nossa vigilância.

Infelizmente, não adianta nada orar e deixar que durante o dia sementes más caiam no seu coração. Isso é muito importante, porque da mesma forma que quando a semente cai na terra é difícil tirá-la, pois ali ela se aprofunda, assim é também no nosso coração. 

Só existe uma forma de proteger o terreno do coração de tais sementes, não deixando que seus semeadores se aproximem.

Isso é uma forma de "guardar o coração", portanto, devemos nos atentar não somente com os sentimentos que nutrem nosso coração, mas também com as sementes que são semeadas por outros e que roubam os nutrientes que fariam do nosso coração uma "terra boa".

As pequenas sementes


O SEMEADOR, A SEMENTE e A TERRA


Jesus fez uma comparação da fé a um grão de mostarda, isso nos leva a pensar na grandiosidade do pequeno. E creio que em nosso coração, no nosso canteiro interior, o mesmo seja verdadeiro, as pequenas sementes são muito grandiosas e seus efeitos ganham lugar aos olhos de Deus.

E assim como as pequenas coisas são grandes para Deus (pois, nos aproxima Dele), são também nas pequenas coisas, que nos afastamos Dele.

Se juntássemos toda as pequenas coisas que nos afastam de Deus, Ele faria todas as outras grandes coisas (que não conseguimos) para nos manter perto Dele. 

Por isso comece, com passos de bebê nas pequenas coisas. Se atente as pequenas sementes e se afaste delas, seja no Facebook, nos livros, nos filmes, nas conversas. 

Jesus como bom jardineiro nos ajudará a limpar o canteiro. Não espere que Ele limpe sozinho, embora Ele tenha poder e autoridade para isso, mas como é do Seu costume, Ele gosta que façamos junto com Ele, para aprender a conhecer as más sementes, quem são seus semeadores e, principalmente, porque nesse trabalho nasce um relacionamento profundo.


Paz e bem!








You May Also Like

0 comentários

Olá, Paz e Bem! Que bom tê-lo por aqui! Agradeço por deixar sua partilha.