Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2015

Bom e ruim, muralhas do julgamento e a Porta Estreita

Imagem
Hoje acredito que é um tempo favorável para a reflexão que escreverei. Por diversas razões, mas principalmente pelo meu e o seu coração.
Estamos vivendo num ciclo interessante e vicioso, portanto parar e olhar para dentro é importante. 
Temos sempre a tendência de separar tudo e todos em bons e ruins, isso acontece pela atividade de uma parte do nosso cérebro que se chama Cérebro Reptiliano. Afinal isso existe? Sim, existe bom e ruim, assim como pessoas e situações boas e ruins. 
Mas será que seria prudente categorizar logo "de cara" uma pessoa ou situação como boa ou ruim? 
Entenda que o que eu digo é em relação ao ato de julgamento, não estou aqui questionando a existência de bom e ruim. 
Mas porque questiono o julgamento?
Todo vez que fazemos um julgamento, fazemos um decreto, dele surgem muralhas e estas nos impedem de ver com clareza a situação ou a pessoa. E se fizemos o julgamento cedo demais?
Portanto, não é à toa que Jesus insistia no "não julgue e não será ju…

Video Santo Terço #1| Oração repetida biblicamente e cientificamente

Imagem

Santo Terço #1 | Oração repetitiva: Biblicamente e Cientificamente

Imagem
Trata-se uma oração meditativa e contemplativa.

Meditativa, pois, atende ao principio da meditação que é a presença no presente, a atenção plena e principalmente a capacidade de meditar sobre algo para se chegar a um fim.

Contemplativa, pois, através da imaginação é possível estar presente em cada mistério. Fazendo assim, uso da imaginação, para um bom fim, como orienta Santo Inácio de Loyola.

A composição do Rosário e do Terço (um terço do Santo Rosário) ocorreu aos poucos, claro no intuito de manter uma oração sem cessar.



Biblicamente (caso você tenha um pé atrás com o terço sua repetitividade):
Jesus orou repetidamenteMateus 26, 41-44

Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca.   E, indo segunda vez, orou, dizendo: Pai meu, se este cálice não pode passar de mim sem eu o beber, faça-se a tua vontade. E, voltando, achou-os outra vez adormecidos; porque os seus olhos estavam pesados. E, deixando-os de novo, foi orar pela te…