Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2014

Impulsos da vida e sentimentos guia

Imagem
A humanidade é guiada por prazer e desejo, ao longo dos anos, por diversos motivos, filosoficamente e religiosamente os dois termos foram tidos como sinônimos. Uma deturpação dos dias atuais. No entanto, não são sinônimos*. 
O prazer é o impulso febril, momentâneo, que dá e passa, é passageiro por natureza, persiste somente até ser saciado e acaba*. 
O desejo trata-se de algo que impulsiona, pode até ser parte dos objetivos de vida, quando saciado se transforma em outra emoção mais profunda, portanto, é sempre presente e melhora, alcança evolução a todo tempo *.
Com essas definições, você consegui refletir onde sua vida tem se ancorado, qual dos dois tem sido seu impulso de vida?


Nós oscilamos, naturalmente, entre um e outro ou ainda temos ambos frequentemente nos guiando, cada um em uma área ou os dois na mesma. Isso não é ruim, a questão esta no fato de refletirmos se a base da vida, os nossos sentidos, nossos objetivos mais profundos, são guiados pelos extintos do prazer ou do desejo…

Um remédio para sua saúde: Sentido e Significado

Imagem
Fazer o trabalho fazer sentido é o maior desafio atual. Hoje também quero compartilhar um remédio para saúde chamado: sentido.
Pense nesse momento, em tudo que você faz, elas fazem sentido para você? Tudo tem uma razão que, em você e para você, faz sentido e te acrescenta?
O sentido é o norte da nossa vida, para se sentir realizado é preciso antes que o que fazemos faça sentido. Sem sentido não ocorre realização.
Tomei a decisão de abordar esse fato, pois acredito que muitas pessoas estão adoecendo por fazer e viver em algo, que não faz e não significa nada para elas.
Segundo Padre Fábio de Melo, o sentido nos dá significado e o significado é o nosso horizonte.


Quando você anda, anda olhando para a frente, para o horizonte, não? E se não houver horizonte? Você se guia pela sua noção de espaço dada por seu cérebro e quando fica muito difícil você para, até ter novamente um norte para se guiar.
O que acontece conosco, na vida, é igual, mas muitas e muitas vezes somos obrigados a andar …

Um remédio para saúde: organização

Imagem
Com o aumento da ansiedade e do stress é comum vermos pessoas enlouquecendo ou nós mesmos arrancando os cabelos, por nada ou por muito pouco.
Quantas vezes você já se descabelou procurando alguma coisa? Perdeu sua energia e se estressou por conta da bagunça?
Organização também é um remédio saudável e gera equilíbrio. Eu particularmente tenho períodos de bagunça crônica e quando isso acontece tenho que correr e fazer alguma coisa senão tudo fica um caos, estava nessa preguiça a um tempo e agora que acordei, rs, percebi como deixei o "negócio escapar". Eu que sou adepta de "se virar rotina, tudo fica fácil, fácil", deixei o "destralhamento" fora da minha rotina.
O "destralhar", que tirei do método FLY LADY e conheci através do blog Vida Organizada, é o nome que se dá ao realizar uma organização diária de 15 minutos no local. Você cronometra 15 minutos e sai tirando lixo, organizando, colocando as coisas no lugar, enfim tudo que puder ser feito em …

Dar os créditos: você dá crédito as pessoas?

Imagem
Dar crédito é valorizar, achar valor. Você tem esse costume? O costume de valorizar?
Sempre achei incrível a capacidade do ser humano de imitar, não choque! Acho que imitar não é ruim, imitar é uma forma "vulgar" do aprendizado, você olha e imita, faz e aprende, só aí tem como fazer diferente. Então não acho ruim.
O ruim é não dar créditos, desde uma frase copiada sem dar o crédito a quem falou, desde copiar o texto da página de quem pesquisou e porque achou a frase do fulano tão linda, sem dar os créditos a quem pesquisou e achou a frase e seu autor. Esse ato retém o que poderia ser uma bela forma de interação de conhecimento.


Sei que parece que estou falando de plágio, mas não estou, embora também sirva para tal assunto, me refiro a não valorizar, não se atentar as atitudes do outro, não dar os créditos a quem merece, não conceder o pequeno louvor que o ato vale, ou o grande. Quando vale, não é "puxar saco" é ser justo. 
Acredito que dar os créditos faria de nós…

Análise Médica da Morte de Jesus

Imagem
Fonte: 
Autor: Dr. Pierre Barbet Fonte: Veritatis Splendor



"Sou um cirurgião, e dou aulas há algum tempo.Por treze anos vivi em companhia de cadáveres e durante a minha carreira estudei anatomia a fundo. Posso portanto escrever sem presunção a respeito de morte. Jesus entrou em agonia no Getsêmani e seu suor tornou-se como gotas de sangue a escorrer pela terra.
O único evangelista que relata o fato é um médico, Lucas, e o faz com a decisão de um clínico. O suar sangue, ou “hematidrose”, é um fenômeno raríssimo. É produzido em condições excepcionais: para provocá-lo é necessário uma fraqueza física, acompanhada de um abatimento moral violento causado por uma profunda emoção, por um grande medo. O terror, o susto, a angústia terrível de sentir-se carregando todos os pecados dos homens devem ter esmagado Jesus. Tal tensão extrema produziu o rompimento das finíssimas veias capilares que estão sob as glândulas sudoríparas; o sangue se mistura ao suor e se concentra sobre a pele, e então e…

Espiritualidade e Saúde: uma utopia, um sonho?

Imagem
Acredito no dia em que poderemos tratar o corpo como um todo, de verdade, não dessa forma, ainda fragmentada, que hoje se faz. Sonho com um dia em que falar de espiritualidade em um consultório não seja tabu, que se torne parte do tratamento. Será um dia isso possível? 
Antigamente, antes de separarmos em um ato de burrice, o ser humano em "pedaços", os tratamentos eram assim: compreendiam TODA  a pessoa, tudo era analisado, de fora pra dentro e o inverso também. Orientações em todas as áreas que constituem um ser humano eram feitas. Muitos acham isso uma forma empírica de se tratar, uma forma não médica, logo pouco confiável. Mas devo lembrar que hoje vivemos uma avalanche de alterações corporais psicossomáticas, uma descrença infinita, um falta de consciência do ser que somos que assusta, pessoas perdidas de si mesmas, guiadas por sentimentos de prazer instantâneos consecutivos que ganhou o status de felicidade (burramente, claro). 


Será mesmo a forma antiga empírica ou a…